sexta-feira, 25 de maio de 2012

pela vitória da Grécia contra a chantagem

Nas eleições do início de Maio, o povo grego rejeitou a política da troika. Desde então, o governo da Alemanha, a Comissão Europeia e o FMI ameaçam a Grécia com a expulsão do euro ou da União. Esta chantagem procura evitar que, no próximo 17 de Junho, vença um governo da esquerda contra a troika. A vitória de um governo unitário de esquerda é decisiva para a Grécia, mas abre também caminhos para rejeitar o dogma da austeridade e a tirania da dívida na Europa. Apelamos à solidariedade internacional com a democracia na Grécia. Apoiamos a coligação Syriza na luta por um governo que enfrente a catástrofe social e a bancarrota. Apoiamos a esquerda grega contra a troika porque também é necessário que a esquerda portuguesa construa caminhos de coerência e alternativas corajosas, fale sem meias palavras e conquiste a maioria.

assine aqui

1 comentário:

João Jerónimo disse...

Olá. Acho que o problema é mais profundo do que isso. As potências da UE não parecem muito inclinadas em deixar o Siriza cumprir qualquer programa radical. Acho que o que a Alemanha e a classe dominante na Grácia estão a tentar fazer não é propriamente enfraquecer o Siriza, antes pelo contrário, querem fortalecer o Siriza porque o Siriza está muito mais disposto a mandar os compromissos eleitorais às urtigas do que por exemplo, o partido comunista.
Para além disso, o Siriza é um partido preconceituoso, porque não está disposto a romper com o dogma da propriedade privada. O Siriza é social-democrata, quer dizer, é da mesma estirpe daqueles que estão hoje a destruir os vestígios do estado social por todo o lado. É melhor do que os "velhos" sociais-democratas, porque está mais verde, enfim, não está ainda usado, mas existindo uma alternativa que quer realmente mandar o sistema da exploração pelos ares, então confiar no Siriza é uma escolha pobrezinha... :-)