quinta-feira, 24 de março de 2011

amanhã o planeta continuará a girar

Às vezes as manhãs são um alívio. Quem ontem se deitou a pensar num governo demissionário, hoje acordou com os raios de Sol a bater nos vidros da janela, o que quer dizer que o planeta continua a girar sobre si mesmo e também em torno da sua estrela. A boa notícia é essa: não temos que ter medo, porque a ordem natural das coisas ninguém pode alterar.
Aproveitemos portanto para alterar aquilo que é alterável e que nos tem prejudicado a todos, e que são as regras do sistema económico capitalista, aquelas que permitem que a classe trabalhadora seja legalmente roubada todos os dias. E entenda-se por classe trabalhadora não apenas os que trabalham mas sim aqueles que dependem do trabalho para sobreviver. Trabalhadores, desempregados, estudantes e precários, enfim, todos os que não têm propriedade excessiva nem especulam na alta finança.
Foi esse roubo constante que nos pôs a todos na crise, esse roubo que faz com que a propriedade seja milhares de vezes mais rentável que o trabalho e que permite que quem nada faz, a não ser especular, seja dono de quem trabalha através de políticos que o dão de barato.
A primeira crise é essa, a das regras que têm que mudar para que não haja mais crises. Os partidos da maioria de sempre em Portugal, PS e PSD, que defendem uma economia liberal, socorreram-se dos nossos impostos para salvar bancos que andaram anos a ganhar milhões à nossa custa, e cujo lucro desapareceu de um dia para o outro. Afinal a Economia Liberal e o Capitalismo não funcionam, a não ser com a intervenção do paizinho Estado para os salvar das suas próprias asneiras.
Não tenhamos medo que o Estado intervenha com esses milhões na Economia, mas sim para gerar emprego, criar riqueza que é de todos, evitar os desperdícios do Capitalismo e garantir os serviços e bens essenciais a toda a população. Votem à Esquerda. Não tenham medo. Amanhã o planeta continuará a girar.

Sem comentários: