segunda-feira, 26 de abril de 2010

ali, tal como em Portugal...

As mulheres e mães de dissidentes cubanos detidos, Damas de Branco, foram ontem impedidas de se manifestar em Havana por um grupo de apoiantes do regime castrista. Qual é o problema desta notícia no jornal Público? É que tenta convencer os leitores que a Democracia se cinge ao voto, aproveitando-se das óbvias fragilidades dum regime injusto e totalitário.
Num regime democrático as tomadas de decisão políticas passam sempre pelos cidadãos, vulgo povo, seja duma forma participada ou através dos seus representantes eleitos, sendo que no segundo caso um programa eleitoral deve ter, ou melhor, devia ter (porque nunca tem) um valor contratual, impedindo assim que esses representantes actuem à margem da razão dos seus votos. Em Portugal, por exemplo, ninguém votou questões importantes como a privatização da água, da Galp, dos CTT, das seguradoras da CGD ou da REN, mas o governo da República, vulgo PS, avançará com estas medidas sem ter sido eleito com esse fim. São medidas importantes que empobrecem o próprio Estado, empobrecendo consequentemente os cidadãos e por isso também os eleitores.
Mais ainda, estas privatizações são também a perda de controle do Estado sobre os mecanismos que permitem o acesso desses seus cidadãos a direitos fundamentais como o são a liberdade de expressão, a água, o solo, a energia, a educação, a alimentação ou a saúde e, meus amigos, num Estado onde os direitos fundamentais das pessoas são postos em causa não há Democracia nenhuma.
É por demais evidente que em Cuba esses direitos não estão assegurados. Ali, tal como em Portugal...

4 comentários:

Nelson Peralta disse...

Bolas! Quando eu organizar uma manifestação com 6 pessoas também consigo ser notícia em todo o globo??

bagaco amarelo disse...

nelson, se por causa dessas seis pessoas houver uma contra-manifestação de apoio ao regime, consegues. Até consegues sozinho. A propósito, as manifestações a favor de um regime serão espontâneas?

ArimotoKiKa disse...

Tenho dito...

bagaco amarelo disse...

ArimotoKiKa, :)