terça-feira, 21 de julho de 2009

sobre as portagens nas scuts...

mentiroso
adjectivo singular masculino

que ou aquele que mente, que engana.
falso.
aparente.

Quem acreditou nas promessas do Partido Socialista nas eleições legislativas de 2005 acreditará nelas uma segunda vez? Acho que não, incluindo aqueles que nele votarão. A primeira das conclusões óbvias a tirar da colocação de portagens nas scuts por este governo é que o primeiro-ministro mente e, com ele, todos os membros deste governo, já que a promessa de deixar as scuts como estavam foi uma das suas mais importantes bandeiras na campanha eleitoral, concretizada pelo primeiro-ministro numa espécie de "read my lips".
Contudo e infelizmente, o mais grave não é termos um primeiro-ministro mentiroso. O mais grave é termos um primeiro-ministro que não tem a mínima vontade de praticar uma política virada para os serviços públicos e para a acoesão nacional do território. O mais grave, e porque a questão das portagens nunca foi uma questão orçamental, é termos um primeiro-ministro que é capaz de prejudicar milhares e milhares de cidadãos contribuintes para permitir que uns amigos seus (leia-se Grupo Melo ou Brisa) continuem a ganhar dinheiro em negócios sem risco.
As consequências que esta medida do governo terá no tecido empresarial dos distritos envolvidos e consequentemente no seu (des)emprego, a falta de vias públicas alternativas para os automobilistas e a quase inexistência de transportes colectivos em zonas como a de Aveiro, Póvoa do Varzim ou Viana do Castelo também parecem não incomodar minimamente o executivo do Partido Socialista. Partido o quê? Socialista... ... ah!

Sem comentários: