sexta-feira, 31 de julho de 2009

(in) segurança social

Quantos portugueses sabem que a Segurança Social Portuguesa dá lucro?

A Segurança Social Portuguesa acabou o ano de 2005 com lucro de 787,4 milhões de euros, 706 milhões de euros em 2006 e 1147,5 milhões de euros em 2007. Em 2008, apenas nos dez primeiros meses, o lucro já tinha atingido os 1900 milhões de euros. Mesmo assim o governo de Sócrates convenceu o país inteiro de que a redução do apoio social se devia à insustentabilidade da Segurança Social...

12 comentários:

Miguel disse...

E isso é mau?

Devia dar prejuizo?

O apoio social é para casos especificos, sempre pontuais, e não para quem não quer trabalhar mas sim viver à custa de todos os outros que trabalham...

Acho eu!

bagaco amarelo disse...

miguel, ninguém disse que devia dar prejuízo. o que eu disse foi que é mentira que dê prejuízo e portanto é mentira que seja necessário recuar no apoio social.
quem vive à custa dos outros que trabalham não são os que precisam de apoio social (desempregados, doentes, reformados, etc). quem vive à custa dos outros que trabalham são os 'dias loureiros' deste país, mais a banca que especula e a corrupção entre o poder político e os maiores grupos económicos nacionais que permitem rendas de milhões de contos do erário público a grupos privados...

Miguel disse...

Esses vivem à custa do estado, sim senhor. Isso é escandaloso mas não estou a ver como alterar essa situação sem uma justiça que funcione como deve ser. Enfim, outras guerras...
Mas não são os unicos a vivewr à custa de quem trabalha. Muita gente tem rendimento minimo e não precisa. Muita gente está no desemprego e trabalha. E isso todos sabemos mas nada se faz. Fica bem essa coisa do "apoio social"... O apoio social é para quem precisa: quem está doente, quem tem dificuldades no fim da vida, para um abono de familia como deve ser...
Quem tem corpinho para trabalhar, que vá trabalhar, ora que porra!
Há montes de empregos por aí, ocupados por brasileiros e outros (nada contra, diga-se!) porque o "apoio social" faz o pessoal preferir não trabalhar. E pagamos todos essa merda!
Com as coisas bem feitas e bem controladas, pagávamos menos de metade de impostos, ou não?

Abraço

(não é só as mulheres que não se compreende; são os politicos; é toda a gente, no fundo...)

bagaco amarelo disse...

Miguel, o que acontece é que o sistema capitalista promove o desemprego, basicamente porque não sobrevive sem ele. sem desemprego não é possível fazer chantagem sobre os empregados, para lhes extorquir ainda mais mais-valia...
a noção de que o capitalismo promove o emprego não passa de senso-comum e o senso comum é-nos sempre dado pelo poder vigente que, neste caso, é neoliberal.
Para resolver a questão do roubo legalizado não é preciso só que a justiça funcione. é preciso que os partidos de direita (PS e PSD) deixem de transferir políticos de cargos públicos directamente para cargos privados, tipo o Ferreira do Amaral ou o Jorge Coelho, e que acabem com a fraude das parcerias público-privadas :)

Miguel disse...

Capitalismo????????
Promove o desemprego? Chantagem sobre os empregados?
Ó Bagaço, abre um pouco os olhos.
Mas onde é que está o sistema perfeito? É o Comunismo?
Metade da Europa vivia na miséria.
Póe os olhos na China, na India, na Albania, onde quiseres...
E pensa um pouco, caramba.
Nem parece que vives em portugal.
Mas aqui alguém quer trabalhar? Alguém é responsável? Alguém se esforça para a empresa andar para a frente como se fosse uma parte de si (no fundo, da sua vida, que o é!)?
O pessoal quer é um emprego e cumprir um horário. Dão das 9 às 18 as horas de cada dia da vida deles para estar ali, e já acham que merecem ganhar mundos e fundos.
Em Portugal os trabalhadores só falam de direitos e regalias. Ouves alguém a falar das suas obrigações?

Algumas coissa que falas, são mais que certas mas se forem para lá outros fazem o mesmo.
Eu não acredito em partidos. Tento acreditar em pessoas. Voto num partido dependendo quem è o lider.

A maior parte dos partidos pequenos são vendedores de sonhos. Falam o obvio para o povinho dizer que sim porque sabem que nunca terão a responsabilidade de governar e fazer o que quer que seja.

Já percebi que és do BE mas digo-te que o Louçã não tem qualquer credibilidade. Até como gajo ligado à economia devia saber que diz bastantes barbaridades. Enfim, faz acreditar meia duzia de ceguinhos.

E digo-te mais. Temos os politicos que merecemos. E ainda deviam gamar mais pois o povinho é mesmo cego. Ainda votam nos Valentins, nas Felgueiras e nos Isaltinos... Cambada de parvalhões. Só merecem que os roubem ainda mais. É pena é não roubarem directamente dos bolsos dos sem cerebro que votam neles e roubarem de todos nós.

Enfim, cada um acredita no que quer.

Vou ficar-me por aqui porque já me alonguei demais...

Abraço
;)

bagaco amarelo disse...

miguel, fizeste bem em alongares-te demais. embora não concorde contigo em nada, gosto pelo menos que alguém se preocupes e tenha opiniões políticas.

eu não baseio as minhas opiniões no senso comum, portanto frases do género "neste país ninguém quer trabalhar" não me dizem nada. sei que por exemplo o Luxemburgo tem o PIB mais alto da Europa e está cheio de portugueses... se calhar é porque lá os trabalhadores são menos explorados e mais respeitados...

Eu, por exemplo, não voto num partido por causa do líder. voto por causa do programa eleitoral, e se lesses o do BE, que é fácil de encontrar na net, não dizias que o Louçã só diz barbaridades. Pouca gente sabe que ele é um economista farto de ganhar prémios internacionais por causa do que faz e escreve...
Não estou em busca da perfeição nem sei o que isso é. estou em busca de mais justiça e isso significa uma melhor distribuição da riqueza.
O capitalismo é uma mentira quando fala em mérito, e isso ficou recentemente provado para quem esteve minimamente atento à crise económica. Os que falharam e roubaram vieram atrás do estado pedir apoios... e não estou a falar de trabalhadores. estou a falar de gajos ricos que, esses sim, nunca trabalharam na vida.

abraço

Miguel disse...

Ó Bagaço!
Os gajos ricos nunca trabalharam na vida?
Os filhos deles, pelo menos alguns, é capaz disso. Queres dizer-me que o Belmiro nunca trabalhou? O Amorim não trabalha? Por Amor de Deus! Não fazem o que tu e eu temos de fazer mas trabalham no que é a actividade deles, que está noutro nivel...

Bem, o Luxemburgo tem realmente muitos portugueses e ganham bem. Mas Portugal também tem muitos brasileiros que cá ganham mais que lá. E ucranianos... So what?

É evidente que não é "toda a gente" mas é "muita gente" e uma muita gente considerável. Claro que há pessoas responsáveis - eu sou responsável - mas a esmagadora maioria quer ganhar mais para fazer mais e não faz mais para ganhar mais, que é o que devia ser.

Bagaço, os programas dos partidos são todos bons. Cumpri-los é que é "fodido"! Não estava no programa so socrates (com letra pequena mesmo) criar 150 mil empregos? Mas isso é coisa que se coloque num programa? E cumpriu? Criou foi 200 mil desempregados e agora assobia para o lado.
São as pessoas que fazem a diferença e não os partidos onde estão.
Eu não entendo que se vote (por exemplo) PSD sempre porque se é do PSD, independentemente de quem for o lider. E isto serve para todos.
Acho inacreditável que alguém vote no Santana, por exemplo. So fez merda por todo o lado onde passou, inclusive no Sporting. Só um ceguinho sem cérebro é capaz de votar num gajo sem qualquer credibilidade.

O Louça diz o obvio, tal como diz o Jerónimo e qualquer gajo do PC, para conquistar os votos do povinho: mais e melhores condições de trabalho e melhores salarios; mais direitos para os trabalhadores e viva o 25 de Abril!

O 25 de Abril teve um bom principio, claro mas depois serviu para encher os bolsos a dezenas de gajos. O exemplo disso é o Torres Couto, que era um emgregadozeco e hoje é um gajo riquissimo. Fartou-se de roubar e nada aconteceu. Mas tens dezenas de gajos assim.

No BE há um gajo que tem credibilidade que é o Fernando Rosas. O resto são iguais aos outros.

Eu não tenho partido, como te disse. Voto em pessoas, não em siglas. Por isso tento ver o que se passa em todos.
Quem vota em partidos é facil ser tendencioso. É como no futebol. Os do Porto dizem que são mais prejudicados, mas os do Benfica e do Sporting dizem o mesmo. Obviamente não podem os 3 serem O mais prejudicado. Entendes?

Mas, pronto, gosto do que escreves e da maneira como defendes as tuas ideias, apesar de não concordar com algumas.
És concistente e isso é uma coisa que gosta nas pessoas e, nos dias de hoje, dificil de encontrar.

Abraço,

M

bagaco amarelo disse...

miguel, não te disse para votares em siglas. disse-te para votares em programas políticos. pelos vistos não leste o do bloco, senão não dizias que o o bloco só diz o óbvio. eu já li cinco programas eleitorais para estas legislativas... é assim que se vota.

Miguel disse...

Bagaço,

Bastava teres lido 4... Um é sempre igual... LOL!!!

Registo que grande parte do que disse passou em branco na tua resposta.

Votar no programa não me diz tudo.

Um determinado programa com o Santana Lopes à frente do partido é uma coisa; com o Sócrates é outra; com o manuel Alegre é outra; com o Paulo Portas é outra...

Entendes?

Ou tu já viste algum partido, ou algum PM cumprir um programa à risca?
É que me parece que sim... Relembra-me lá qual foi!

Bagaço, há coisas que tu dizes que até fazem sentido na teoria, como essa de ler os programas todos, mas que depois na pratica todos sabemos que nada é assim. Não será?

Abraço,

bagaco amarelo disse...

miguel, é por isso que eu defendo a existência de um valor contratual nos programas eleitorais... :)

Miguel disse...

Se não cumprirem são colocados em tribunal e pagam multa, queres ver?

Explica lá isso...

bagaco amarelo disse...

miguel, se houver perda do património ou erário público, nesse incumprimento, claro que devem pagar... noutros casos pode haver perda de capacidade para ser candidato, por exemplo. :)